“Somos solidários à Rússia”, diz Bolsonaro a Putin

Jair Bolsonaro foi recebido esta quarta-feira no Kremlin. A primeira visita do presidente brasileiro à Rússia acontece em plena crise geopolítica com a Ucrânia e com o ocidente. "Solidariedade com a Rússia" foi uma frase repetida por Bolsonaro mais do que uma vez

O Brasil é o principal parceiro da Rússia na América do Sul. Bolsonaro pôs Deus na equação das relações entre os dois países.

"Compartilhamos valores comuns como a crença em deus e a defensa da família. Também somos solidários a todos aqueles países que querem e se empenham pela paz," declarou Jair Bolsonaro no final da reunião.

Bolsonaro foi criticado por visitar a Rússia em meio à concentração de tropas de Moscou na fronteira ucraniana, com os países ocidentais afirmando que havia risco "iminente" de uma de invasão. Mas, em declarações separadas depois do seu encontro com Putin, o presidente brasileiro disse que, "por coincidência ou não", parte das tropas russas começaram a ser retiradas da fronteira com a Ucrânia nas vésperas de suas viagem. A imprensa internacional de diversos países noticiou a viagem do presidente Jair Bolsonaro a Moscou, na Rússia. O chefe do Executivo se encontrou com o presidente russo, Vladimir Putin, nesta 4ª feira (16) .