Representantes do grupo Renault visitam Prefeitura de SJP para anunciar nova produção na cidade

A Prefeita de São José dos Pinhais, Nina Singer recebeu esta semana em seu gabinete a visita do Marcus Vinicius Aguiar, Relações Institucionais e Governamentais do Grupo Renault e o coordenador de Relações Institucionais e Governamentais do Grupo Renault, Carlos de Paula; a pauta do encontro foi o anuncio da produção de um novo motor no Brasil, além de novas ações e investimentos na unidade da empresa em nosso município.


No início da semana, a Renault já havia confirmado a produção de uma nova plataforma e de um novo motor no Brasil, mais precisamente na fábrica de São José dos Pinhais (PR).


O novo modelo trata-se de um “SUV” compacto de entrada que vai concorrer com modelos como o Fiat Pulse e o Volkswagen Nivus. Esse veículo inédito deve ser lançado em 2023, posicionado abaixo do Renault Duster, ocupando o espaço do Sandero Stepway.

Esse novo carro será construído sobre uma nova plataforma, CMF-B. E debaixo do capô vai contar com um igualmente novo motor 1.0 turbo, ainda sem números de potência e torque divulgados. A plataforma CMF-B é usada largamente pela Renault no exterior e tem duas variações. É ela quem dá vida aos Renault Clio e Captur (diferente do produzido no Brasil). Já a versão simplificada, conhecida como CMF-B LS, é usada nos novos Dacia Logan e Sandero, além do Dacia Bigster, versão de 7 lugares do Duster. Não está claro qual delas será produzida em São José dos Pinhais (PR). “A chegada da moderna plataforma CMF-B, juntamente com um novo motor 1.0 turbo dão continuidade à nossa estratégia de reforçar nossa presença em segmentos mais altos do mercado, coerente com o plano estratégico Renaulution”, explica Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil.


Ao longo do último ano, a Renault do Brasil lançou o Captur reestilizado e com o novo motor 1.3 turbo, o Kwid 2023 (reestilizado), a nova Master 2023 e o Duster com o novo motor 1.3 turbo. Ainda para este ano, os franceses vão lançar a picape Oroch reestilizada. Na trilha dos elétricos, a marca passou a trazer o Zoe E-Tech Electric, confirmou a comercialização do Kwid E-Tech Electric ainda para este ano e anunciou a importação do novo Mégane, que se tornou um SUV elétrico.


foto: divulgação Dacia


foto: divulgação assessoria de imprensa Prefeita Nina Singer