Rússia ataca base militar perto de Lviv, na fronteira com a Polônia; 35 pessoas morreram

As forças russas lançaram vários ataques aéreos contra um centro de treinamento militar nos arredores da cidade de Lviv, no oeste da Ucrânia, perto da fronteira com a Polônia, membro da Otan. De acordo com as autoridades locais, 35 pessoas morreram no bombardeio deste domingo (13).


"Infelizmente, 134 pessoas ficaram feridas e hospitalizadas, 9 heróis morreram", disse o governador militar da região de Lviv, Maxim Kozitsky, no Telegram.

Os ataques perto da fronteira com a Polônia contribuem para as escalada do conflito. Os membros da Otan já anunciaram que vão responder caso o território da aliança militar seja atacado pelo Exército russo.


Segundo Kozitsky, a Rússia "lançou um ataque aéreo ao Centro Internacional de Manutenção da Paz e Segurança", cerca de 40 quilômetros a noroeste de Lviv. O governador militar afirmou que oito mísseis foram lançados.

Muitos ucranianos fugiram para a relativa segurança de Lviv desde que a invasão russa de seu país começou, em fevereiro. A uma curta distância da Polônia, a cidade também é um centro de trânsito para quem sai da Ucrânia.


Por outro lado, o prefeito de Ivano-Frankvisk, no oeste da Ucrânia, afirmou que o aeroporto da cidade foi alvo de um ataque.

"De acordo com informações preliminares, as explosões desta manhã [domingo] foram de um ataque ao aeroporto", disse o prefeito Ruslan Martsinkiv, no Facebook.


STR/UKRAINIAN STATE EMERGENCY SERVICE/AFP