Presidente ucraniano pede à UE que interrompa todo o comércio com a Rússia

Para Zelenski, país não terá dinheiro para a guerra se as relações econômicas com a Europa forem paralisadas


O presidente ucraniano, Volodimir Zelenski, pediu nesta segunda-feira (21) à União Europeia que interrompa "todo o comércio" com a Rússia e que, especialmente, rejeite os recursos energéticos do país, em um vídeo publicado no aplicativo de mensagens Telegram.

"Nenhum euro para os ocupantes, fechem todas as portas, não enviem seus produtos, rejeitem os recursos energéticos", pediu o presidente ucraniano. "Sem comércio com vocês, sem suas empresas e seus bancos, a Rússia não terá mais dinheiro para esta guerra", acrescentou.


A mensagem coincide com uma reunião nesta segunda-feira de ministros das Relações Exteriores e da Defesa da UE em Bruxelas para examinar possíveis novas sanções contra Moscou, quase um mês depois da invasão russa, em 24 de fevereiro.

Os europeus, muito dependentes dos hidrocarbonetos russos, descartaram até o momento adotar sanções contra o setor, muito importante para a economia da Rússia.


"Por favor não patrocinem as armas de guerra deste país, da Rússia", afirmou Zelensky, que falou diretamente ao governo da Alemanha em seguida: "Vocês têm a força, a Europa tem a força".


A Alemanha tem sido criticada por sua oposição a um embargo imediato dos combustíveis russos, dos quais depende muito.

O Kremlin afirmou nesta segunda-feira que um potencial embargo do petróleo russo afetaria "todo o mundo".


INTERNACIONAL | por AFP


foto: AFP - 21.03.2022