Frente Parlamentar pelo Desarmamento será instalada nesta terça no Senado

Será instalada, nesta terça-feira (22), a Frente Parlamentar pelo Desarmamento que tem o objetivo de promover debates sobre o tema no Congresso Nacional e atuar em favor do desarmamento no Brasil. A reunião está prevista para começar às 19h.

Além da instalação, o colegiado se reúne para eleição da comissão executiva, para a deliberação do estatuto e para o ato de adesões à frente parlamentar.

A Frente Parlamentar pelo Desarmamento foi criada a partir do projeto de resolução (PRS 12/2021) da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), aprovado no Senado em 2021, e motivado por quatro decretos do presidente Jair Bolsonaro, editados em fevereiro do mesmo ano, que ampliaram a regulamentação para compras de armas e munições no país.


O grupo será integrado, inicialmente, por senadores e senadoras que assinarem a ata de sua instalação, depois outros parlamentares, a nível federal, podem fazer parte da frente assim como organizações sociais e entidades civis.

O colegiado terá como função editar e apresentar projetos que visam o desarmamento, orientações para regular limitações de compra, porte, uso, registro e transporte de armas de fogo.

Na justificativa do projeto, Eliziane Gama defende que o debate a favor do desarmamento tenha a participação dos “mais diversos segmentos da sociedade para assim atuar em favor da construção de uma cultura de paz”.


“A democracia exige essa atitude de senadores e deputados, de fortalecer o movimento pela vida e contra a violência. Não podemos conviver com o terror da morte pairando sobre todos nós. A política do desarmamento, consolidada no País, não pode ser perdida para uma efêmera ideologia armamentista”, declarou a senadora.

Por Ana Paula Marques, sob supervisão de Patrícia Oliveira.


Fonte: Agência Senado



foto: arquivo Senado Federal