Ex-premiê do Japão Shinzo Abe é morto durante campanha eleitoral - vídeo do momento exato do ataque

O ex-primeiro-ministro japonês Shinzo Abe, de 67 anos, foi assassinado nesta sexta-feira (8). Ele foi baleado durante um discurso na cidade de Nara, no oeste do Japão. Abe foi o líder japonês que ficou mais tempo no cargo e sua morte chocou o país.


Foto: DW / Deutsche Welle



Após o crime, um suspeito foi preso e uma espingarda, que foi apreendida. A polícia encontrou ainda materiais que se assemelham a explosivos na casa dele.


O ataque ocorreu por volta das 11h30 no horário local (23h30 de quinta-feira, no horário de Brasília) perto da estação de metrô de Yamato-Saidaiji. Abe estava participando de um ato de campanha eleitoral.


Vídeo mostra momento exato do ataque, assista:


Imagens da Internet



O atual primeiro-ministro Fumio Kishida disse que o ataque foi “um ato desprezível e bárbaro que ocorreu em meio a uma eleição, que é a base da democracia”, acrescentando que ainda está sendo investigado.


O incidente causou ondas de choque no Japão, um país onde a violência armada é extremamente rara. As regras de armas são muito rígidas no país; revólveres são proibidos e qualquer pessoa que queira possuir um rifle de ar ou espingarda deve passar por treinamento e verificações extensivas.



Foto: AFP / Arquivo


Abe renunciou ao cargo de primeiro-ministro em agosto de 2020 , depois de cumprir dois mandatos, devido ao agravamento de sua saúde.


O ex-primeiro-ministro era conhecido por seus esforços para reviver o crescimento econômico do Japão por meio de uma série de políticas de estímulo que ficaram conhecidas como “Abenomics”. O objetivo era aumentar a produtividade, reformar a cultura corporativa do Japão e reduzir a dívida do país no longo prazo, embora analistas tenham dito que teve resultados mistos para a terceira maior economia do mundo.




PUBLICIDADE: