Eleições 2022 batem recorde de candidaturas para Câmara dos Deputados

Ao todo, mais de 10,2 mil candidatos disputarão as 513 cadeiras da Câmara dos Deputados em 2022


Foto: Reprodução



Encerrado o prazo para registro de candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as eleições deste ano contabilizam um total de 10.246 candidatos à Câmara dos Deputados. Deste total, apenas 513 irão se eleger para exercerem o mandato de deputado federal pelos próximos quatro anos.


Este é o maior número de candidaturas para deputado federal desde 1994.

O total de postulantes tem aumentado eleição após eleição. Em 2018, por exemplo, foram 8.588 candidatos disputando as mesmas 513 vagas. Quatro anos antes, em 2014, eram 7.136 de olho em uma cadeira na Câmara.

Um dos motivos apontados para o recorde de candidaturas é o fim da coligação proporcional para o Legislativo. O atual pleito será o primeiro sem a regra, que já valeu na disputa municipal de 2020.


O desempenho de cada partido por uma cadeira na Casa também definirá quanto cada bancada receberá de recurso nos próximos quatro anos. Diante disso, grande parte das legendas turbinou as verbas de campanha destinadas às candidaturas de deputados.


Julgamento de candidaturas

Embora tenha terminado, nesta segunda-feira (15/8), o período para os partidos políticos, as federações e as coligações darem entrada no registro de candidatos, ainda há um prazo para o julgamento das respectivas candidaturas.

De acordo com o calendário eleitoral, 12 de setembro, 20 dias antes da data do primeiro turno, é o prazo final para que todos os pedidos de registro de candidatura – e eventuais recursos decorrentes do processo – tenham sido devidamente processados, analisados e julgados pelos tribunais eleitorais competentes.


Após o julgamento, os postulantes são considerados aptos ou inaptos para concorrer. Se aprovados, os nomes estarão nas urnas eletrônicas em 2 de outubro.