Darci Piana destaca parceria entre Itaipu e o Estado durante posse do novo diretor-geral brasileiro

O governador em exercício Darci Piana destacou a parceria sólida entre a Itaipu Binacional e o Governo do Paraná, durante a posse do novo diretor-geral brasileiro da empresa, almirante Anatalício Risden, realizada nesta terça-feira (22), no Palácio do Itamaraty, em Brasília. “As parcerias com a Itaipu são fantásticas. Desde que assumimos o Governo do Estado, o Paraná recebeu mais recursos do que em todos os 30 anos anteriores. Tenho certeza que vamos continuar com essa parceria, que é boa para o Paraná e para o Brasil”, disse Piana. Em seu discurso de posse, Anatalício Risden também fez questão de ressaltar a cooperação entre o Estado e a Itaipu. “Nós temos uma parceria exitosa com o Governo do Paraná. Vai continuar e tenho certeza que terá muito mais sucesso. O diálogo e a boa convivência com nossos parceiros continuarão sendo os princípios basilares da minha gestão” disse.

Atualmente, a Itaipu Binacional tem a maior parceria da história com o Governo do Estado, com repasses que ultrapassam R$ 1,5 bilhão em ações com o Executivo e a Sanepar no Oeste e Noroeste do Paraná. Para Darci Piana, a nova nomeação dará continuidade à relação entre a empresa e o Governo do Estado. “O almirante Anatalício já cuidava do dinheiro da Itaipu como diretor financeiro e fez um belo trabalho. Então, sua escolha é essencial para o nosso Estado porque ele já tem acompanhado, já sabe de todos os objetivos do Paraná. Essas parcerias não podem terminar em função de uma nova nomeação. Por isso, ficamos muito felizes que Itaipu esteja em boas mãos”, afirmou Piana. INVESTIMENTOS - Os investimentos em andamento no Estado envolvem obras em Foz do Iguaçu, onde fica a usina hidrelétrica, e em outras áreas da região, compreendida por 55 municípios paranaenses e um sul-mato-grossense. Os aportes financeiros têm como foco o desenvolvimento econômico e social e os esforços para a criação de um corredor bioceânico multimodal conectando o Atlântico ao Pacífico, facilitando a integração da América do Sul.

São quatro intervenções de maior destaque em andamento em Foz do Iguaçu, todas com apoio do Estado: a ampliação da pista do Aeroporto Internacional Cataratas, transformando-a na maior do Sul; a Ponte da Integração Brasil-Paraguai, que deve ficar pronta em setembro de 2022; a perimetral leste, nova rodovia que vai da cabeceira da ponte até a BR-277; e a duplicação da Rodovia das Cataratas, que deve ter obras iniciadas em 2023. Existem também uma série de obras em execução nas demais regiões do Estado, como a duplicação da BR-277 e do Contorno Oeste, em Cascavel; a pavimentação da Estrada Boiadeira, entre Icaraíma e Umuarama; a nova sede do Batalhão de Fronteira em Guaíra; a Delegacia da Mulher e do Instituto de Identificação em Foz do Iguaçu, além de investimentos de mais de R$ 84 milhões em saneamento ambiental em 12 municípios. A parceria também inclui ações na área ambiental, como a consolidação da faixa de proteção do Lago de Itaipu com 250 metros de largura, o plantio de 24 milhões de mudas de árvores, o sequestro de 3 mil toneladas de carbono por ano (30 vezes mais do que a emissão), a implementação orgânica dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), trabalho reconhecido internacionalmente pela ONU, além de educação ambiental com pescadores, indígenas e agricultores, análise de sedimentos, monitoramento da qualidade água, e incentivo ao saneamento. POSSE - Nomeado dia 27 de janeiro pelo presidente Jair Bolsonaro, o almirante Anatalício Risden ocupava o cargo de diretor financeiro executivo da Itaipu e agora substitui o general João Francisco Ferreira, que pediu exoneração do cargo. Bolsonaro elogiou o trabalho dos antecessores à frente da Itaipu e destacou as competências de Risden. “Até poucos anos, nossas estatais eram deficitárias, agora são lucrativas, graças à maneira séria de se escolher pessoas para estarem à frente delas. É o caso do almirante Risden, que era diretor financeiro da Itaipu, fez um bom trabalho e agora foi reconhecido para dar prosseguimento às boas administrações que o antecederam”, destacou. “Tenho certeza que o trabalho dele será importante para todos nós. Sabemos da responsabilidade que ele tem pela frente, mas sabemos do seu potencial para administrar em parceria com o Paraguai essa empresa que é exemplo na geração de energia”, acrescentou o presidente.

O Almirante Risden afirmou que vai atuar, conforme orientações do governo federal, para que a Itaipu mantenha a excelência em gestão e produção de energia. “Reafirmo minha lealdade às diretrizes do governo federal, mantendo a valorização das pessoas, privilegiando o mérito, a educação e o trabalho de cada um”, disse. “Ao assumir mais esse desafio, agora como diretor-geral brasileiro, agradeço o reconhecimento recebido, comprometido com a nossa pátria a honrar a missão que me foi atribuída. Estou pronto para assumir e honrar essa missão, alavancando o trabalho alicerçado pelos meus antecessores”, ressaltou Risden. Segundo o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, Risden desempenhou um trabalho importante em um momento histórico da empresa. “Ele forneceu uma inestimável contribuição como diretor financeiro da Itaipu. Conheço suas capacidades profissionais e acompanhei a dedicação ao serviço público, em um momento especialmente importante na história da empresa. Não poderia haver alguém mais talhado para estar à frente da diretoria geral brasileira”, ressaltou. TRAJETÓRIA - Bacharel em Ciências Navais, com especialização em Intendência para Oficiais, Risden tem pós-graduação em Administração Financeira pela Escola de Pós-Graduação em Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Também tem mestrado em Ciências Navais e doutorado em Altos Estudos de Política e Estratégia – Marítimas. De março de 2008 a abril de 2015, foi diretor de Coordenação do Orçamento da Marinha (COrM) e responsável pelo diálogo institucional entre a Força Naval e demais órgãos do orçamento federal, como o Ministério da Defesa, o Ministério da Fazenda e o Ministério do Planejamento.

De 2015 a 2019, atuou como consultor da Fundação Getúlio Vargas. Em 2018, compôs a equipe econômica de transição do governo Bolsonaro. Assumiu o cargo de diretor financeiro executivo da Itaipu Binacional em 26 de fevereiro de 2019, posto em que permaneceu interinamente até a nomeação do novo titular. Em dezembro de 2021, foi promovido ao grau de Grande Oficial na Ordem de Rio Branco, em cerimônia no Palácio Itamaraty, em Brasília. PRESENÇAS - Participaram da solenidade o ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto França; o diretor-presidente da Invest Paraná, José Eduardo Bekin; o diretor-presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Cláudio Stabile; o chefe da representação do Paraná em Brasília, Rubens Bueno II; e demais autoridades.

fonte:AEN


Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil