Copel amplia eletrovia para recarga de veículos elétricos até Londrina e Joinville

Por meio do programa de inovação aberta Copel Volt, a ampliação ocorrerá ao longo da BR-376 e da BR-101, interligando os dois estados.


O programa de inovação aberta Copel Volt está ampliando a eletromobilidade ao longo da BR-376 e da BR-101, em circuito que vai até perto de Londrina, no Norte do Paraná, e Joinville, em Santa Catarina, interligando os dois estados.

Inaugurada em 2018, hoje a eletrovia da Copel tem 12 postos de recarga rápida (com 13 equipamentos/estações) ao longo de 730 quilômetros da BR-277, ligando o extremo Leste ao extremo Oeste paranaense. Com a expansão do projeto, serão cinco novos postos de recarga disponíveis aos usuários de veículos elétricos, com dois equipamentos cada. Ou seja, serão 17 postos e 23 estações no total.

O acréscimo de pontos é um teste que a companhia está desenvolvendo com a startup brasileira Move, especialista em soluções tecnológicas para gestão e controle de recargas de veículos elétricos.

A startup é uma das cinco selecionadas durante a primeira fase do Copel Volt, entre 200 inscrições de todo o mundo. O programa está criando soluções aos principais desafios de negócios da Companhia, que vão do atendimento ao cliente até novos modelos de negócios envolvendo novas matrizes energéticas e eletromobilidade.

GESTÃO DE RECARGAS – Além de expandir o número de postos de recarga da eletrovia da Copel, o projeto com a Move está integrando tecnologicamente todos os eletropostos em um mesmo sistema de gestão.

“Um dos principais diferenciais é que o novo sistema já nos fornece um modelo para a futura comercialização de energia na mobilidade elétrica”, explica o mentor do projeto na Copel, Rodrigo Braun, que também destaca a relevância da parceria para estimular a eletromobilidade, agregar valor e gerar novas possibilidades e modelos de negócio.

  • Contas da Copel devem ter redução média de 20% sem bandeira de escassez

Hoje, os eletropostos da Copel na eletrovia da BR-277 são provenientes de fornecedores diferentes, que fabricam modelos diversos. Com o sistema, será possível integrar todos os dados em uma mesma plataforma, que informará os carregadores que estão disponíveis, a quantidade de energia fornecida por cada um e até as emissões de gás carbônico (CO2) evitadas ao usar energia elétrica no lugar de combustíveis fósseis.

APLICATIVO – O consumidor agora tem acesso ao aplicativo Eletroposto Fácil para consultar informações sobre disponibilidade de carregadores, tempo estimado de recarga, entre outras informações. Será também o meio para fazer o pagamento da recarga. O app está disponível nas plataformas Android e iOS.

O modelo é de vanguarda no setor de eletromobilidade e desponta como a forma mais provável de viabilizar a futura comercialização de energia nos eletropostos da Copel. “Como o projeto ainda está em testes, o valor a ser cobrado é referente ao uso da tecnologia”, detalha Rodrigo Braun.

Confira quais serão os novos eletropostos:

Curitiba – Londrina

Posto Juninho: BR-376, Cará-Cará, Ponta Grossa-PR

Parada do Pão de Queijo: BR-376, Km 458 s/n, Colônia, Tibagi-PR.

Parada Soledade 2: BR-376, Km 394, Rua Charqueada, Imbaú-PR.

Restaurante Elim: BR-376 (Rod. do Café), Km 297, Mauá da Serra-PR.

Curitiba – Joinville

Posto Monte Carlo 1: BR-376, Rod. Henrique Herwig - Vossoroca, Tijucas do Sul-PR.

REDE – Os demais eletropostos da Copel ao longo da BR-277 ficam em Paranaguá, Curitiba, Palmeira, Fernandes Pinheiro, Irati, Prudentópolis, Candói, Laranjeiras do Sul, Ibema, Cascavel, Matelândia e Foz do Iguaçu.



Foto: DANI CATISTI/COPEL