Bolsonaro recebe brasileiros repatriados da Ucrânia em Brasília.

O presidente Jair Bolsonaro recebeu, nesta quinta-feira (10), os brasileiros repatriados da Ucrânia, que embaracaram em Varsóvia, na Polônia, a quase 800 km de Kiev, capital ucraniana. A aeronave da FAB (Força Aérea Brasileira) pousou na Base Aérea de Brasília por volta de 12h.


Ao todo, foram trazidas 68 pessoas da Europa, sendo 43 brasileiros e 25 estrangeiros (19 ucranianos, 5 argentinos e 1 colombiano). Também foram transportados dez animais.

Bolsonaro estava acompanhado de diversos ministros, entre eles Carlos França (Relações Exteriores) e Braga Netto (Defesa). O mandatário cumprimentou os cidadãos que desembarcaram no país e bandeiras do Brasil foram distribuídas.


A aeronave decolou para a Europa na última segunda-feira (7) na chamada Operação Repatriação. O veículo foi carregado com 11,5 toneladas de medicamentos, alimentos e itens de primeiras necessidades para serem doados pelo Brasil como auxílio humanitário às vítimas da guerra.

O cargueiro KC-390 Millennium é o maior avião militar desenvolvido no Hemisfério Sul e o mesmo modelo já fora utilizado em outras missões de ajuda humanitária, como no Haiti, em 2021.


Na última quarta-feira (9), Bolsonaro conversou com um grupo de brasileiros por videochamada. Ele disse que lamenta a situação no país do leste europeu, mas destacou que não pode interferir no conflito. “A gente lamenta o ocorrido e torce pela paz. Eu tenho meus limites. E isso que está acontecendo atrapalha o mundo todo”, afirmou.

Antes de chegar em Brasília, o avião da FAB pousou em Recife, em Pernambuco. A aeronave tocou o solo às 6h44 desta quinta-feira. A missão para repatriar os brasileiros que estavam na Ucrânia foi determinada pela Presidência da República e teve coordenação dos ministérios da Defesa e das Relações Exteriores. Varsóvia foi a principal área de escape dos brasileiros. O embarque foi feito sob orientação do Itamaraty.

Plínio Aguiar, do R7, em Brasília


foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil